A marmelada

Recebi de um idoso lá do Lar um saco cheio de marmelos e, amanhã lá vou eu fazer marmelada. Isso trouxe me recordações de infância. Quando a minha mãe ia trabalhar para o campo e nos levava, dentro de uma saquinha de retalhos ia sempre a típica  sandes de marmelada para o lanche. O problema é que por muito que ela, e as outras mães, pendurassem as saquinhas no ponto mais alto que podiam, a bela da formiga dava sempre com a marmelada. E era o drama! Nenhum de nos queria comer o lanche. Apareceu então a história do menino que à força de comer tantas formigas tinha os olhos tão bonitos, tão bonitos que todos o invejavam. E, oh milagre! Todos comiam a sandes de marmelada mesmo sem mastigar pois as formigas picam que se farta! Falo por experiência: comi bem a minha parte. Quanto à beleza dos olhos……

Abraços

4 responses to “A marmelada

  1. É sempre com grande gosto que venho cá leres as suas histórias🙂

  2. fico feliz por isso e tambem leio sempre as tuas…. és um verdadeiro poèta marco🙂

  3. Eu só sei do caldo verde…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s